ciberduvidas Ter dúvidas é saber. Não hesite em nos enviar as suas perguntas. Os nossos especialistas e consultores responder-lhe-ão o mais depressa possível.

[Pergunta | Resposta]

Pronomes átonos e locuções verbais, novamente

[Pergunta] Das seguintes frases, «Venho comunicar-lhe...» e «Venho-lhe comunicar-lhe», qual a correcta?

Agradeço desde já a ajuda que prestam a todos os utilizadores.

Sara Martins :: Estudante :: Lisboa, Portugal

[Resposta] «Venho comunicar-lhe...» é a forma correcta. Dizer ou escrever «venho-lhe comunicar-lhe» é supor que o verbo vir, nesse contexto, tem um complemento próprio, o que não é verdade, porque «venho» é o auxiliar de um verbo principal, comunicar, formando uma unidade de análise, ou seja, uma locução verbal. O verbo comunicar é que pode seleccionar um complemento directo e um complemento indirecto («comunicar alguma coisa a alguém), os quais podem ser realizados por expressões nominais («comunicar a ocorrência ao director») ou por pronomes pessoais átonos (por exemplo, «comunicar-lhe a ocorrência», «comunicá-la ao director» ou ainda «comunicar-lha»). Em português europeu, quando se usam pronomes pessoais átonos, estes podem ser colocados depois do verbo principal («venho comunicar-lhe») ou ligados ao auxiliar (por exemplo, «venho-lhe comunicar» ou «não lhe venho comunicar»).1

Por último, é preciso notar que os exemplos que a consulente apresenta não são ainda frases, uma vez que falta um dos complementos do verbo comunicar. Uma frase em que se emprega o verbo comunicar é, para exemplificar, «venho comunicar-lhe a realização de um inquérito sobre a taxa de desemprego».

1 No português do Brasil, prefere-se «venho lhe comunicar», sem hífen, a «venho-lhe comunicar», com hífen.

Carlos Rocha :: 04/01/2008

[Sintaxe]
A classificação da conjunção correlativa «nem... nem...»
A sintaxe de nascer
«Meter-se a» + infinitivo
A sintaxe de vir
Misantropo
A concordância do verbo ser seguido de uma enumeração
Anglicismo no uso de preposições
«Opinar sobre...» = «opinar a respeito de...»
A regência de arrepender-se
«Faz-me lembrar eu»

Mostra todas

Ciber Escola Ciber Cursos